segunda-feira, 24 de abril de 2017

## ## ## - O grupo arautos do evangelho estará nesta terça feira celebrando na rua Amauri Ribeiro logo no inicio, contamos com sua presença inicio as 19: horas até lá nos encontraremos na graça de JESUS. - ## ## ##


## ## ## - HOJE FIQUEI PASMADO COM A SURPRESA AO DIRIGI-ME PELA AV JERONIMO ROSADO A ALTURA DA ESCOLA JOÃO DE ABREU EM PLENO HORÁRIO DE PICO, POR VOLTA DE DEZ HORAS DA MANHÃ, ESTAVA INTERDITADA PELOS GARIS VARRENDO A RUA, A Av JERONIMO ROSADO É A RUA PRINCIPAL NÃO PODE NEM DEVE-SE INTERDITAR APENAS PARA VARRER NUM HORÁRIO QUE EMPATE O TRANSITO, NUMA VERDADEIRA EXIBIÇÃO DEMAGÓGICA POR PARTE DA ADMINISTRAÇÃO QUE EXIBI OS GARIS NA RUA PRINCIPAL ENQUANTO AS OUTRAS RUAS NEM PARECE FAZER PARTE DA CIDADE, AO RETORNAR PASSEI PELA SEGUNDA RUA E VI MONTANHA DE LIXO EXPOSTO ENFEIANDO A RUA, NÃO ENTENDO PESSOAS TÃO BEM INFORMADAS CRER QUE TODO MUNDO É IGNORANTE QUE NÃO PERCEBA UM PALMO ALÉM DO NARIZ? ESPERO QUE ENCONTRE UMA SOLUÇÃO PARA EXIBIR ESSE TIPO DE TRABALHO, O POVO BARAUNENSE SÃO ADMINISTRATIVAMENTE FALANDO POLITIZADOS, A DEMAGOGIA RENDEU VOTO LÁ PELOS ANOS 50 EU NEM TINHA NASCIDO. COMO DIZ AUNICE MARQUES É DEMAIS BARAÚNA. - ## ## ##

Temer endurece: nenhuma mudança em reformas

Em reunião no Palácio do Jaburu na noite de ontem com ministros e líderes da base aliada, o presidente Michel Temer disse que não haverá novas mudanças nos textos das reformas trabalhista e previdenciária.
“Não há espaço para concessão”, avisou o líder do governo, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB). O encontro durou três horas e serviu para a definição da estratégia final para a votação das duas reformas. Segundo o líder da maioria na Câmara, deputado Lelo Coimbra (PMDB-ES), Temer disse que o governo considera os relatórios das reformas como produto final das negociações. A ordem, explicou Lelo, é começar as conversas finais com as bancadas e captar o sentimento dos deputados.
Hoje, Temer vai se reunir com os ministros que têm influência na Câmara para pedir que eles se envolvam diretamente nas conversas com os deputados. O presidente também pedirá que os ministros não agendem mais reuniões com os parlamentares em horário de votações importantes na Câmara.

Citado na Lava Jato, Aloysio Nunes descarta jornalistas

O chanceler Aloysio Nunes cancelou na semana passada um encontro com jornalistas de veículos internacionais. O compromisso, na quarta, 19, estava agendado desde o começo do mês. Na mesma manhã, ele recebeu o diretor brasileiro da Itaipu Binacional, Luiz Fernando Leone Vianna, e a deputada federal Mara Gabrilli (PSDB-SP).
O cancelamento causou estranheza e levantou entre alguns correspondentes a desconfiança de que poderia estar relacionado ao fato de o chanceler ter sido citado em delações da Odebrecht. O encontro, no entanto, será remarcado pelo Ministério das Relações Exteriores

Siga o dinheiro

Por que é importante saber exatamente o que Palocci disse?
Por dois motivos: primeiro, as delações premiadas de 78 dirigentes da Odebrecht, organizadíssimas, já trazem nomes e informações de interesse da Lava Jato, e foram completadas pelo devastador depoimento de Léo Pinheiro, da OAS. Que restaria acrescentar ao dossiê empreiteiras? Segundo, Palocci sempre foi, desde a primeira campanha presidencial de Lula, o encarregado do relacionamento do PT com os meios financeiros.
Estaria Palocci, com seu pedido público de delação premiada, advertindo os bancos de que abandoná-lo quando perdeu o poder talvez não seja uma boa ideia? O poder passou, mas a memória continua.

## ## ## - BARAÚNA VIVE EM CÉU DE BRIGADEIRO, A MAIOR MENTIRA DO MUNDO É DIZER QUE BARAÚNA NÃO TEM DINHEIRO? TEM SIM. - ## ## ## FPM em alta Em relação ao Fundo de Participação dos Municípios deve haver ligeiro aumento em relação ao mesmo período de 2016. Para o próximo mês, a perspectiva é que a reação seja melhor, devendo haver um crescimento de 5,3% como resultado da arrecadação do Imposto de Renda. - ## ## ##



Pelas caridades! Se os 63 congressistas que tiveram inquéritos abertos pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin fossem afastados dos cargos, a maior parte dos substitutos não teria menos pendências policiais e judiciais do que os titulares a apresentar aos eleitores. Levantamento do GLOBO indica que 64% dos suplentes de deputados federais e 67% dos suplentes de senadores — todos investigados na Lava-Jato — respondem ou já responderam a acusações pelos mais variados crimes, de compra de votos e improbidade administrativa a estupro de vulnerável e homicídio.

Após garantir o ‘toma lá’, Temer cobra o ‘dá cá’...
Em busca de uma pujante maioria parlamentar, o governo de Michel Temer barganhou tudo, com a possível exceção da mãe, que não rende votos no Congresso. Acenou com um gabinete de notáveis e entrou num bazar em que o Ministério da S...  

sábado, 22 de abril de 2017

Oligarquia política apertou o botão do “dane-se” AroeiraLobao2A ideia de que é preciso firmar um pacto para “estancar a sangria” da Lava Jato, exposta por Romero Jucá numa gravação, virou um fantasma que, de vez em quando, sacode seu lençol sobre Brasília. Nesta quarta-feira, indicou-se para presidente da mais importante comissão do Senado, a Comissão de Constituição e Justiça, o senador Edison Lobão, encrencado na Lava Jato. Acomodado nessa cadeira, Lobão comandará a sabatina de candidatos a ministro do Supremo Tribunal Federal e a procurador-geral da República. Tomada assim, como um fato isolado, a escolha de alguém como Lobão para presidir a principal comissão do Senado seria apenas um absurdo. Mas o inaceitável assume ares de inacreditável quando se considera tudo o aconteceu em Brasília num intervalo de menos de dez dias.

Documentos da Odebrecht guardados na Suíça chegam ao Brasil Uma cópia do servidor com 2 milhões de páginas de documentos, e-mails e provas de transações bancárias das atividades suspeitas da Odebrecht já está em Brasília. Os dados guardados pela construtora na Suíça passam atualmente por uma “preparação” para que possam ser usados pelos procuradores da Operação Lava Jato e pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. O conteúdo é tratado pelos procuradores da força-tarefa como uma espécie de “caixa-preta da República” de todos os pagamentos de propinas pela construtora pelo mundo. Entre as informações contidas no servidor estão, segundo os delatores e investigadores, os registros de pagamentos para a campanha de Dilma Rousseff e Michel Temer, em 2010.

## ## ## - O BRASIL ESTÁ SENDO PASSADO A LIMPO, AS COISAS COMEÇA A FUNCIONAR, QUEM? SABE NÃO CHEGA AQUI EM NÓS, TEM QUEM APOSTE QUE NÃO, SEI NÃO VIU. - ## ## ##

Carlos Eduardo tem até esta segunda-feira para justificar contas reprovadas em 2014

O Tribunal de Contas do Rio Grande do Norte (TCE-RN) deu parecer prévio em que reprovou as contas da prefeitura durante o último mandato do prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT) referente ao exercício do ano de 2014. O despacho do conselheiro relator Francisco Potiguar Cavalcanti Júnior no processo nº 006444/2015 diz que, depois de análise do Corpo Técnico, decidiu-se emitir um parecer prévio pela desaprovação das contas daquele ano: “Trata-se de Relatório das Contas Anuais de Município, em observância ao disposto nas leis” […] “as quais foram analisadas pelo Corpo Técnico da Diretoria de Administração Municipal – DAM, com indicação de parecer prévio pela desaprovação das contas”.

## ## ## - DESTA VEZ, PELA TERCEIRA VEZ BARAÚNA É TRAIDA E VAI PARA O PATIBULO, VAI SER INFORCADA DE NOVO. - ## ## ##

Marketing!

A privacidade nas redes sociais

 privacidade

PT encolhe 27% e perde 1.120 diretórios municipais no Brasil

Números do Processo de Eleições Diretas (PED) do PT realizado no dia 9 em todo o Brasil mostram que, das 4,1 mil cidades onde o partido está organizado, cerca de 1.120, 27% do total, não conseguiram organizar nem sequer uma chapa de 20 filiados para compor o diretório municipal. Nesses municípios, os diretórios serão substituídos por comissões provisórias. Entre eles estão cidades importantes como Uberlândia, a segunda maior de Minas.

sexta-feira, 21 de abril de 2017

José Nêumanne Pinto/Lula foi buscar lã e saiu tosquiado

PAINEL com Joice Hasselmann Léo Pinheiro entrega provas contra Lula ao ...

Nossos Melhores Dias Estão Por Vir

Talvez você possa se identificar com a criança que vi num terminal de aeroporto. Tudo na expressão do pai dizia Venha! Temos que correr se vamos alcançar a conexão. Será que o rapazinho consegue manter o ritmo? A mãe conseguia. Os irmãos mais velhos conseguiam. E o menino? Ele tentou acompanhar o ritmo de seus pais, mas não conseguia. Você pode se identificar? Às vezes o desafio é grande demais. Não é que você não tenta. Você simplesmente perde a força.
A história de Josué na Bíblia nos desafia a acreditar que os nossos melhores dias estão por vir. Uma vida na qual a Bíblia diz que não estamos ansiosos por coisa alguma, estamos sempre orando; uma vida na qual Paulo diz que estamos dando graças a Deus Pai por meio do Senhor. (Filipenses 4:6). Podemos tropeçar, mas não paramos. Deus tem uma terra prometida para tomarmos!

## ## ## - REVIRANDO O BAÚ. - ## ## ##

# # # - PADRE MILTON, ATÉ UM SORRISO DELE PARECIA UM CONSELHO AMOROSO DE PAI. - # # #  

## ## ## - DO FUNDO DO BAÚ. - ## ## ##

# # # - FATINHA, NILMA, COMADRE LETÍCIA, IRMÃ GENILZA, IRMÃO WELLINGTON. - # # # 

## ## ## - TÚNEL DO TEMPO. - ## ## ##

# # # - CAMPANHA DE 1990.- # # # NO TÚNEL DO TEMPO. - # # #

Léo: o triplex era de Lula. Ele mandou destruir as provas O empresário Aldemário Pinheiro Filho, vulgo Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, prestou depoimento nesta quinta (20) ao juiz federal Sérgio Moro, na ação penal do triplex do Guarujá, e confirmou que o imóvel é mesmo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Lula também é réu neste processo. Segundo reportagem da revista Veja, Léo Pinheiro também relatou ter recebido ordens expressas de Lula, em maio de 2014, para destruir provas que pudessem incriminá-lo. “Lula me orientou a destruir documentos durante a Lava Jato”, disse em depoimento ao juiz Sérgio Moro. Pessoas próximas ao empreiteiro já haviam antecipado que Pinheiro iria ‘esclarecer tudo’ sobre o imóvel. A Polícia Federal (PF) e a Procuradoria Geral da República (PGR) sustentam que o petista recebeu propinas da OAS no montante de R$ 3,7 milhões. Segundo a acusação, uma parte do montante foi investido em obras no apartamento do Condomínio Solaris, no Guarujá. O restante, R$ 1 milhão, foi usado para armazenamento de pertences que Lula ganhou quando estava na Presidência da República. De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), a empreiteira OAS bancou tais despesas por supostamente ter sido beneficiada em contratos com a Petrobras A defesa de Lula afirmar não ser dele o triplex. Nesta quarta-feira (19) os advogados de petista exibiram à imprensa documentos da recuperação judicial da empreiteira que incluiu em seus ativos o apartamento do Guarujá. Léo Pinheiro foi preso em novembro de 2014 durante a Operação Juízo Final, etapa da Lava Jato que mirou o cartel de empreiteiras que se instalaram na Petrobras para fraudes, desvios bilionários e propinas. Em 2015, chegou a ganhar a prisão domiciliar com tornozeleira. Mas, condenado a 16 anos de prisão por Sérgio Moro, voltou à cadeia em setembro de 2016. Dois meses depois, o Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF4) elevou para 26 anos a pena imposta ao empreiteiro.

Natal no abandono: sem prefeito e sem vice O blogue faz uma correção: – Errou quando disse que o prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves estava em São Paulo. Na verdade, Carlos Eduardo, igualmente ao vice-prefeito Álvaro Dias estão nos Estados Unidos da América. Teriam alguma audiência com Trump? É apenas uma pergunta… do tipo… brincadeira. Mas eles estão na terra de tio SAM.

## ## ## - NÃO ACREDITO QUE ESTES HOMENS SEJAM MAIS ABEIS QUE LULA PARA MENTIR, COMO O PRÓPRIO DIZ NÃO HÁ UM SER MAIS MENTIROSO DO QUE ELE NO MUNDO,- ## ## ##

Delator cita reforma também no sítio a pedido de Lula

O ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, confessou, nesta quinta-feira, 20, em depoimento ao juiz Sérgio Moro, no âmbito da ação penal que se refere ao caso triplex no Guarujá, que a OAS, a pedido do ex-presidente Lula, realizou reformas no sítio em Atibaia.
A Lava Jato sustenta que o sítio em Atibaia, no interior de São Paulo, é patrimônio oculto do ex-presidente Lula, registrado em nome de dois sócios de seus filhos. Lula nega.
O empreiteiro relatou que se encontrou inicialmente com Paulo Okamotto, na sede do Instituto Lula, onde a ele foi explicado que seria necessária uma ‘modificação’ no imóvel. Em seguida, Léo Pinheiro teria conversado com o ex-presidente, que, teria apontado problemas relacionados a uma ‘barragem’ e ‘dois lagos’.

Tríplex do Guaruja era de Lula, diz Léo Pinheiro


## ## ## - Com Lula à beira do abismo, Palocci se apresenta para o papel de sabonete. - ## ## ## Lula, Dilma e o PT afirmam que não praticaram nenhum crime. O que há é um complô de investigadores mal intencionados, mancomunados com juízes parciais, uma imprensa golpista e quase oito dezenas de delatores vagabundos que não hesitam em inventar mentiras. Pois bem. Surgiu uma novidade nesse enredo: Antonio Palocci, petista de quatro costados, sinalizou a Sergio Moro o desejo de delatar. Até aqui, o petismo só foi delatado por terceiros. Enquanto Lula e Dilma fazem barulho em liberdade, petistas como José Dirceu e João Vaccari guardam obsequioso silêncio atrás das grades. Preso e cercado pelos investigadores, Palocci parece não dispor da mesma capacidade de resistência. Ofereceu a Sérgio Moro “nomes, endereços e operações”. Coisa suficiente para ocupar a Lava Jato por mais um ano. Se forem incluídos no lance os empresários que o adularam o poder petista nos últimos 13 anos, vai faltar mão-de-obra à investigação. A situação é mais ou menos a seguinte: Lula, Dilma e o PT estão na beira do abismo. E Palocci se oferece à Lava Jato para fazer o papel de sabonete. Se contar tudo o que sabe, ficará difícil para os companheiros equilibrar-se na borda do precipício sem escorregar nas revelações de Palocci, ex-ministro de Lula e Dilma. Para essa dupla, desqualificar o neo-delator seria como cuspir no reflexo do espelho. - ## ## ##

Eliana Calmon, ministra aposentada do STJ, discorda da prisão preventiva de Lula “A prisão não deve ser aplicada porque não existe mais a imediaticidade do fato nem uma prova cabal da acusação”. Léo Pinheiro não foi o único delator que acusou Lula de tentar destruir provas e subornar testemunhas. Ele já é réu por esse motivo. E é alvo de outros dois inquéritos. O crime é reiterado. Por isso Lula tem de ser preso. Ela revelou a revista Veja.

Publicado por Robson Pires na categoria

Acabou, Lula!

“Acabou”.
A capa da Veja é peremptória.
A reportagem sobre Lula, porém, ainda lhe faz um agrado.
Leia o último parágrafo:
“O veredicto do ex-presidente deverá sair até junho deste ano. Se for condenado em primeira e segunda instâncias até o início do próximo ano, seus planos de disputar as eleições presidenciais em 2018 estarão definitivamente sepultados e, junto com eles, sua trajetória política – uma história que já teve momentos de grandeza e que em algum momento tomou um rumo sem volta.
Um fim melancólico aguarda o ex-presidente Lula”.

TJ veta cinco prefeituras da Paraíba O Pleno do Tribunal de Justiça julgou, na quarta-feira (20), procedentes ações diretas de inconstitucionalidade ajuizadas pelo Ministério Público da Paraíba contra leis dos municípios de de Frei Martinho, Gado Bravo, Caraúbas, Princesa Isabel e Pedra Lavrada referentes à contratação de servidores por parte das prefeituras. Em relação à Princesa Isabel, a ação foi contra a Lei Municipal nº 1.197/2012. De acordo com a ação, a lei estabelece “situações corriqueiras (licenças, serviços básicos, aposentadoria, etc.) como sendo excepcionais, permitindo, dessa forma, ao Chefe do Poder Executivo, a contratação por excepcional interesse público em situações normais no âmbito da Administração Pública, as quais devem, inclusive, constar do planejamento de todo e qualquer gestor, afigurando-se, assim, manifestamente incompatíveis com os requisitos constitucionais da excepcionalidade e da temporariedade preconizados pelo paradigma normativo constitucional”.

# # # CELEBRAÇÃO HOJE CONTAMOS COM VOCÊ. - # # #

# # # - O GRUPO ARAUTOS DO EVANGELHO CELEBRARÁ HOJE NA RESIDÊNCIA DO IRMÃO MENININHO NA RUA JOÃO BERNARDO AO LADO DO BAR DOS MALAS, CONTAMOS COM SUA PRESENÇA, AS 19:00 HORAS NOS ENCONTRAREMOS LÁ SE DEUS QUISER. - # # #

Confissão! 

O volume de informações públicas sobre corrupção no Brasil tem crescido exponencialmente nos últimos anos, principalmente após a deflagração da Operação Lava Jato. Na semana passada, por exemplo, o ministro do STF (Supremo Tribuna... - Veja mais em https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2017/04/21/onda-de-corrupcao-gera-cinismo-politico-e-desmobiliza-eleitores-diz-pesquisadora.htm?cmpid=copiaecola

A conclusão de Nara é que não se pode utilizar como critério de escolha "algo que todo mundo tem". O eleitor desenvolve, então, o que ela batizou de cinismo político. É um atalho cognitivo. Quando começa a achar que todo político... - Veja mais em https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2017/04/21/onda-de-corrupcao-gera-cinismo-politico-e-desmobiliza-eleitores-diz-pesquisadora.htm?cmpid=copiaecola

Destruir provas dá cadeia. Moro prenderá Lula?... 

Em depoimento devastador, Léo Pinheiro confirmou velhas suspeitas e atravessou no caminho de Lula uma acusação nova. O ex-presidente da OAS disse a Sergio Moro que Lula lhe pediu para destruir provas das propinas que pagou ao PT p... - Veja mais em http://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2017/04/21/destruir-provas-da-cadeia-moro-prendera-lula/?cmpid=copiaecola

quarta-feira, 19 de abril de 2017

# # # - PODE UM NEGOCIO DESSE. - # # #

# # # Rosalba Ciarline prefeita da cidade de mossoró, que por sinal tem duas prefeitas, a oficial e a que mora em sua cidade, Baraúna não tem prefeita residente mais habitante flutuante, mora em Mossoró e visita Baraúna quando lhe sobra tempo, é difícil entender está situação que o povo de Baraúna parte claro menos da metade dos eleitores desejaram e segundo muitos processos tramitando na justiça diz do abuso do poder econômico e compra de votos, mesmo assim alguns eleitores preferiram uma prefeita residente em Mossoró e continuar tendo o prefeito de fato no comando da edilidade tem sido assim nos últimos anos, infelizmente. - # # #
# # # -A PREFEITA DE BARAÚNA RESIDENTE EM MOSSORÓ. - # # #r legenda

# # # - COISAS DOS PETISTAS. - # # # - Usando o nome de Jesus em vão O deputado estadual Fernando Mineiro voltou a criticar o governador do Rio Grande do Norte Robinson Faria na questão da segurança. Disse que se ele nomear “Jesus Cristo” para garantir a segurança do Estado e não der condições de trabalho este ainda não resolveria a situação. Dois pecados do petista: – Antes, aliado de Robinson não falava isso. – E usou o nome de Jesus em vão. - # # #

Doria encontra Papa Francisco no Vaticano

Sérgio Moro é condecorado

O juiz federal Sérgio Moro foi condecorado nesta manhã com a Ordem do Mérito Militar, em cerimônia de comemoração do Dia do Exército, no Setor Militar Urbano, em Brasília. Moro já estava presente quando o presidente Michel Temer (PMDB) chegou ao local e o cumprimentou.
Moro não quis responder perguntas da imprensa. Ao ser questionado sobre o relatório do projeto que atualiza a lei do abuso de autoridade, o juiz disse que só falaria sobre o dia do Exército.
O comandante do Exército, general Eduardo Villas Boas, aproveitou a ordem do dia da cerimônia de comemoração do Dia do Exército para fazer um discurso cheio de recados políticos onde fala de “incontáveis escândalos de corrupção”, “aguda crise moral”, “ausência de disciplina social” e avisou que “não há atalhos fora da Constituição”.

Dedos!


OAS negocia incluir ministro do STJ em delação

O Poder Judiciário está prestes a ser lançado no caldeirão da Lava Jato. A construtora OAS planeja entregar pelo menos um ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) na colaboração judicial que negocia com a Procuradoria-Geral da República, informa o jornal Valor, em notícia veiculada nesta quarta-feira. Lula também será alvejado.
Farão parte do rol de delatores da empreiteira mais de 20 executivos. A lista inclui o ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro; o dono da empresa, Cesar Mata Pires; e dois filhos do empresário. Há oito meses, o procurador-geral da República Rodrigo Janot suspendera a negociação de acordo com a OAS.
Janot irritara-se com o vazamento de dados relacionados ao ministro Dias Toffoli, do STF. Avaliou-se à época, na Procuradoria, que as informações não teriam potencial para encrencar Toffoli. O procurador-geral pisou no freio por avaliar que a própria OAS levara o nome do ministro às manchetes, para pressionar a Procuradoria a fechar o acordo. Por isso, levou o pé à porta.

sábado, 15 de abril de 2017

# # # - TÚNEL DO TEMPO. - # # #

# # # - Já fazem quatro anos desde que muraram para evita o acesso do povo a seu patrimônio, (a relação pobre e rico) abandonaram, esqueceram, não deram a menor importância as dificuldades que o povo passa sem esse poço, obra do governo de Zé Bezerra água para o povo, Baraúna precisa pensar mais coletivamente em buscar o que o governo tem obrigação de fazer, hoje é muito bom ser governo? só fazem o que querem não tem obrigação nenhuma de resolver as questões do povo, basta baixar um decreto de calamidade e começa fazer tudo ao bel prazer, coisa de Brasileiro que faz tudo ao contrário da Lei depois chamam todos de ladrões, reclamo mais sem ter direito o povo elegeu quem gosta não olham o que o cara foi, o que fez com o dinheiro público basta que ele tenha dado uma esmola de remédio durante os quatros anos de governo? hó homem bom, chega de tanta falta de politização, de conhecer seus direito, de respeitar a democracia, a democracia não foi ganha em jogo de bingo não, custou sangue e suor, lutas desigual entre ditadores e opressão. # # #  

Articulador político de Temer diz que investigações ‘estimulam Congresso’

O ministro tucano Antonio Imbassahy, coordenador político do Planalto, avalia que a crise política, potencializada pelas delações da Odebrecht, não afetará o calendário de votações do Congresso. ''Ao contrário, creio que as investigações estimulam os congressistas a votarem as reformas essenciais para o país”, disse o ministro ao blog.
“Nessas horas, deputados e senadores precisam se sentir estimulados a demonstrar a necessidade, a essencialidade do Congresso Nacional”, prosseguiu Imbassahy. “E não há melhor forma de mostrar que a instituição é essencial do que votando as reformas, tão essenciais ao desenvolvimento do país.”
Num esforço para manter as fornalhas do Legislativo acesas, Michel Temer programou para terça-feira, No Palácio da Alvorada, um café da manhã com os deputados que apoiam o governo na Câmara. Numa conta que inclui todos os partidos que se dizem governistas, há no conglomerado oficial 411 deputados. Mas nem o Planalto confia em tantas lealdades. Imagina dispor de algo como 330 votos. Se atrair até 300 para a mesa do café, se dará por saciado.
Nesse encontro, o deputado Arthur Maia (PPS-BA), relator da reforma da Previdência, apresentará aos comensais de Temer a versão final do seu relatório. E o deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), relator da reforma trabalhista, esmiuçará o tema.
O governo deseja votar primeiro a proposta que reformula a legislação trabalhista. Gostaria que a coisa fosse debatida e aprovada no plenário da Câmara nos próximos dias dias 25 e 26. Antes, será necessário aprovar, na próxima semana, um pedido de urgência para a tramitação da matéria.
Aprovando-se a reforma trabalhista, o Planalto avalia que estará aberto o caminho para que os deputados avalizem também a mexida na Previdência, cuja votação está prevista para maio.

Boca!


# # # - Lula propôs um encontro a FHC há dois meses...

Há dois meses, quando a colaboração da Odebrecht ainda era uma bomba no arsenal da força-tarefa da Lava Jato, esperando pelo momento de explodir, Lula telefonou para Fernando Henrique Cardoso. O petista sugeriu que os dois se encontrassem para debater a crise. O tucano não refugou a ideia. Mas condicionou a conversa à definição prévia dos temas que seriam debatidos. Interlocutores da dupla ainda tentam promover a reunião. Entretanto, os estilhaços da delação coletiva dos corruptores da maior empreiteira do país dificultam a iniciativa.
Lula tocou o telefone para FHC a pretexto de agradecer pelo depoimento que ele prestara ao juiz Sergio Moro, em audiência ocorrida no último dia 9 de fevereiro. O desafeto do petismo havia sido arrolado como testemunha de defesa de Paulo Okamotto, presidente do Instituto Lula e espécie de faz-tudo do morubixaba do PT, que é réu no mesmo processo.
FHC contou a amigos que, feitos os agradecimentos, Lula mencionou o desejo de conversar pessoalmente. Chegou a sugerir que o encontro ocorresse na casa de José Gregori. Uma semana antes, em 2 de fevereiro, Gregori, que foi ministro da Justiça de FHC, o acompanhara na visita que fizera a Lula no Hospitral-Sírio Libanês, em São Paulo. Foram abraçá-lo depois que os médicos atestaram a morte cerebral de sua mulher Maria Letícia. Já nessa ocasião, Lula insinuara que queria conversar. Horas depois, manifestaria o mesmo desejo a Michel Temer, que também o visitou no hospital.
Um dos defensores da aproximação é Nelson Jobim. Ex-ministro de FHC e de Lula, Jobim argumenta que crises políticas como a que foi produzida pela Lava Jato só se resolvem pela política. Com a corda no pescoço, Lula endossa integralmente a tese. FHC não se opõe, mas afirmou em privado que, sem uma agenda nítida, o diálogo poderia ser confundido com um ''abraço de afogados''. Disse isso antes mesmo da divulgação dos depoimentos tóxicos. Num deles, Emílio Odebrecht, dono da construtora pilhada no petrolão, disse ter feito doações para campanhas eleitorais de FHC no caixa dois.

# # # - CHARGE DO DIA, NINGUÉM ESTÁ VENDO. - # # #


quinta-feira, 13 de abril de 2017

Os principais presidenciáveis brasileiros se fingem de vivos. Mas tornaram-se vivos tão pouco confiáveis que a conjuntura começa a lhes enviar coroas de flores. A colaboração da Odebrecht joga a última pá de cal sobre as pretensões políticas de cada um. Ao entrar em sua fase radioativa, a Lava Jato corroeu o que restava da oligarquia política. E incluiu o impensável no baralho de 2018.
No cenário atual, para virar um presidenciável favorito basta adotar um discurso raivoso contra a classe política, declarar guerra à corrupção e prometer virar do avesso tudo isso que está aí. O Brasil já elegeu dois presidentes que engarrafavam oportunismo: Jânio Quadros e Fernando Collor. O primeiro renunciou e morreu sem deixar saudades. O outro foi renunciado e continua subtraindo a prataria.
A Odebrecht gravou a sua logomarca nas testas de Lula, Aécio Neves, Geraldo Alckmin e José Serra. Estão mais para réus do que para candidatos. Desfilam de cara limpa na praça Ciro Gomes e Marina Silva. Um fala demais. Outra fala de menos. Roçam o alambrado Jair Bolsonaro e João Dória. Um, por absurdo, é ponto de exclamação. Outro, por imprevisível, é interrogação.
A política flerta com o desastre. E é plenamente correspondida. Conforme já noticiado aqui, PSDB, PMDB e PT rodam uma reencenação sui generis de ‘Os Três Mosqueteiros’. Sob o lema de ‘um por todos, todos por um’, os maiores partidos do país comportam-se como se fossem capazes de matar ou morrer por uma saída que não enxergam.
Submetido à chapa quente de Curitiba, Lula estende a mão no subsolo para Fernando Henrique Cardoso. Que hesita em corresponder ao gesto com receio de ganhar as manchetes como participante de um conciliábulo anti-Lava Jato. Michel Temer acompanha os movimentos sonhando com um acordo que livre o seu mandato-tampão de um processo de sarneyzação.
Todos gostariam de preparar o salão para a sucessão de 2018. O problema é que já não parece possível reiniciar um novo baile sem terminar a faxina da fuzarca anterior. A esse ponto chegou a República. A colaboração da Odebrecht resultou na mudança do regime. Inaugurou-se uma espécie de monarquia do lodo. Reina a estupefação!